Virando a Folhinha…

É, estamos na reta final de 2007, e acabamos nos pegando avaliando o ano que termina.

E nossa avaliação nos aterroriza! Descobrimos que não fizemos o que planejamentos fazer. Descobrimos que não fomos tão bons quanto esperávamos ser. Descobrimos que ficaram muitas coisas pendentes.

Tudo isso nos decepciona e até nos faz sentir frustrados e isso pode nos levar a depressão. O chamado “espírito do natal” nos impulsiona a pensar olhando pra baixo, enquanto o Espírito de Deus nos influência a olhar pra cima, e lembrar que, término de ano e início de outro é na verdade a virada de uma folhinha de calendário, é a substituição de uma agenda por outra.

Não nos deixemos ser levados pelo espírito do natal, e sim sermos cativados pelo Amor de Deus, que é constante, imutável, incondicional e diferente de tudo que possamos experimentar nessa sinistra terra.

Que no próximo ano, que na próxima agenda que você tiver, você mesmo escreva no dia 1º de janeiro:

Eu habito no esconderijo do Altíssimo e descanso à sombra do Onipotente, e digo do Senhor: Meu réfúgio e meu baluarte, Deus meu, Deus meu, em quem confio, pois me livra do passarinheiro e da peste perniciosa. Cobre-me com suas penas, e sob suas asas estou seguro; a sua verdade é pavês e escudo.  Não me assustarei do terror noturno, nem da seta que voa de dia, nem da peste que se propaga nas trevas, nem da mortandade que assola ao meio-dia. Caiam mil ao meu lado, e dez mil a minha direita, mas eu não sou atingido. Somente com os meus olhos contemplo e vejo o castigo dos ímpios, pois eu digo: O SENHOR é o meu refúgio. Fiz do Altíssimo a minha morada, nenhum mal me sucederá, praga nenhuma chegará a minha tenda, porque aos seus anjos dará ordens a meu respeito, para que me guardem em todos os meus caminhos. Eles me sustentarão nas suas mãos, para não tropeçar nalguma pedra. Pisarei o leão a áspide, calcarei aos pés o leãozinho e a serpente. Porque eu me apeguei com amor, me livrou, me pôs a salvo, porque eu conheço o seu nome. Eu o invoco, e me responde, na minha angústia Ele estará comigo, livrar-me-á e eu o glorificarei. Sacia-me com longevidade e me mostrará a sua salvação. (Salmo 91)

Bem, e ao final de 2008, poderemos ainda escrever na última página da agenda:

O Senhor me abençoou e me guardou, o Senhor fez resplandecer o seu rosto sobre mim e teve misericórdia de mim; o Senhor levantou o seu rosto e me deu a paz (Levítico 6.25-26 – A Benção Sacerdotal).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s